Jurubiara Zeloso, Amigos e as Amantes

 "Os homens e as mulheres de boa aparência não vivem muito tempo..."

 PATRONO DO MÊS DE OUTUBRO
   
                John Lennon ( ex-Beatle )
                                                 
                
    
       Não vão dormir, coelhas garotinhas e moçoilos...

             Não sejam gulosos e não me olhem assim! 
         


      
 O desejo de ser está na escrita, a de pertencer
        ao mundo que sendo menos criativo precisa
        de gente que saiba viver, escancarar as novas
         fronteiras, rasgar corações, saber a tudo fazer.
        Toda poesia e belos escritos com primor que
        não só pertencem ao escritor mas a quem o
        ama pelas palavras e conhecimento da vida..
        Isolar-se jamais! Apenas adentrar mundo ou
        das maravilhas da alma poeta e escritora!
        Somos amantes da vida, das coisas que só
        compensam e tambem as que recompensam.
        E não basta ler tudo...meus amores...e a esta
        hora do momento a loucura, a vanguarda, a
       insana possibilidade de abrir portais e cenas
       do amanhã ´meu trilhar, e com essas ideações
       posso entreabrir a porta da literatura desse
       amanhã e compreender algo que fomenta meus
       anseios  de poetisa libertária e renovadora.
       Os outros que descubram por si mesmos o que
       aqui exponho diariamente, e ler muito e viver
       a vida não será o tudo e o TODO que realmente
       nos importa! Afe...sejam bem recebidos aqui...





 
     E TEMOS QUE FICAR ALERTAS E EVITAR DESASTRES....

     

            


                  MENINAS EU VI
         


              

                
     
             



            


              


              


          



  

  A luz do mundo é uma mulher. A Terra a outra mais amada!
               



A arte é feminina. O pincel amabilidade. A côr um só amôr!


    


       
         
       A Apanhadora do Campo de Bamboleio...


 


 
         


  
Textos

Ditadores e fascista se acautelem...
safado que faz maldade um dia vai ter o dele guardado, não vai se perdoar nunca, garantiu o rabinho dele na hora da janta com a megera da mulherzinha dele roçando a ferrugem de um amor fascista. Paga com doentia maledicência o soldo do tempo que a tudo destrona e enfeia. A mãe de um sujeito-monstro desse pode parecer santa vagabunda, mas o filho é doente, perdido, quase abutre, nem merece uma coroa de flores em seu covil ou seu cafofo! Ainda pagando por essa maldade do passado, não tem escolha em seu futuro sem dignidade, não é ninguém, deve estar catando o orgulho no bate-bute cagado de seus conterrâneos de sua época triste. Pode morrer de farda ou autoridade fajuta na alma, nunca em si mesmo. Era um infeliz, numa era de cinza já enterrada, e hoje deve pagar com sorriso desdentado à espera de cova rasa por não ter grana pra pagar a triste máfia dos coveiros passa-fome! Destino escuro desse tipo de gentinha que ainda ousa sonhar imbecil com a farda e o garrote... .
Francisco Carlos Amado - mãe-pai de Avatares
Enviado por Jurubiara Zeloso em 09/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras