Jurubiara Zeloso, Amigos e as Amantes

 "Os homens e as mulheres de boa aparência não vivem muito tempo..."

 PATRONA DO MÊS DE OUTUBRO 
   
                     Xena, a Princesa guerreira
    
       Não vão dormir, coelhas garotinhas e moçoilos...

             Não sejam gulosos e não me olhem assim! 
         


      
 O desejo de ser está na escrita, a de pertencer
        ao mundo que sendo menos criativo precisa
        de gente que saiba viver, escancarar as novas
         fronteiras, rasgar corações, saber a tudo fazer.
        Toda poesia e belos escritos com primor que
        não só pertencem ao escritor mas a quem o
        ama pelas palavras e conhecimento da vida..
        Isolar-se jamais! Apenas adentrar mundo ou
        das maravilhas da alma poeta e escritora!
        Somos amantes da vida, das coisas que só
        compensam e tambem as que recompensam.
        E não basta ler tudo...meus amores...e a esta
        hora do momento a loucura, a vanguarda, a
       insana possibilidade de abrir portais e cenas
       do amanhã ´meu trilhar, e com essas ideações
       posso entreabrir a porta da literatura desse
       amanhã e compreender algo que fomenta meus
       anseios  de poetisa libertária e renovadora.
       Os outros que descubram por si mesmos o que
       aqui exponho diariamente, e ler muito e viver
       a vida não será o tudo e o TODO que realmente
       nos importa! Afe...sejam bem recebidos aqui...





 
     E TEMOS QUE FICAR ALERTAS E EVITAR DESASTRES....

     

            


                  MENINAS EU VI
         


              

                
     
             



            


              


              


          



  

  A luz do mundo é uma mulher. A Terra a outra mais amada!
               



A arte é feminina. O pincel amabilidade. A côr um só amôr!


    


       
         
       A Apanhadora do Campo de Bamboleio...


 


 
         


  
Meu Diário
26/07/2017 22h55
Mana, Téia e Eu ( Jurú ) - parte I

- Júuu! Que faço com isso que ganhamos de presente? - Disse a minha boa Téia, nervosissima. Tadinha.

 Nas mãos trêmulas dela um costume vermelho, de sutiã sem alça, cavadinha e só parecendo coisa de revista de sexo. Contudo parecia algo feito pra usar na Playboy. Eu dei uma risadinha incrédula por aquilo. Parecia feita do meu tamanho! Era 44 e algumas quebradas só de olhar.

- Sei lá! Eu uso muito pouco essas coisas... - argumentei aflita por dentro.

 Mana vem correndo pra ver o que se passa na saleta da mansão.

- Que foi? Que foi esse alarde todo? Ufa...fiquei grilada com os gritos!

- Como se fosse...você é a últama a saber de tudo. Até goza de tanto rir com as novidades... - disse Mana ressabiada. As duas hoje estão tiriricas desde manhã.

- Alguém nos mandou essa peça sacana de roupa de anime, algo assim!

- Sei não Mana, tem certeza de que veio pelo correio de tarde? - olhei as duas um tanto apalermada por ter estado no meu escritório tentando é descansar do meu trabalho. Não sei quem mais pregaria essa peça. As outras 13 nem estão aqui em casa, foram passear ou fazer compras pra todas nós. Não desconfio muito quem foi.

- Jú! Será que você quer dançar noutra hora usando essa gracinha apaertada? E não vá nos dizer que está querendo ir a alguma convenção sem a gente...

 - Eu não tenho tempo pra essas brejeirices de Playgirl qualquer! Sai dessa!

 Comecei a ficar espantada com tanta desconfiança das duas. Se bem que essa roupita cai bem em mim. Dá até prazer usar uma vestimenta de cosplay com essa se parece. Ao menos parece-me algo suspeito de cosplayer sem vergonha...ou quem costurou ou montou essa peça tava querendo apanhar de nós! Grrrr.

 - Olha Téia isso veio do correio, não foi? Conhece algum fesses otakus mais assanhados ou você tem um fã secreto lá fora? Não me dê surpresas assim! - recitei quase cantando - Está falando como se estivesse surpresa por engano.

  - Hoje pela manhã o carteiro falou que chegara uma encomenda e que mais tarde me entregaria o pacote por amabilidade e gentileza, coisa que é só dele... - Téia me olha confusa.  Até eu a olho assim.

  - Veio à tarde não é mesmo? Hummmm...não conheço mesmo ninguem que possa fazer isso! -  falei olhando pros lados e pra Mana - e você?

 - Não me encare assim, Jú! Jamais faria com que alguém fizesse tal coisa.

 - E está enderaçada para quem afinal de contas?

 Téia repara a etiqueta e diz: - Parece que tá presenteada pra todas nós e tem um endereço estranho, ilegível. Mas nem o carteiro decifrou o remetente como devia. Disse que a entrega tem o nome certo, e estava escrito numa letra de forma legível, e era dirigido a nossa comunidade. Achei estranho.

  - E quem acha que poderia fazer mandar esse pacote besta? - Eu quis saber.

 - Todas nós queremos saber disso, Jurú, minha doçura. E Téia nem poderia saber que isso chegou em minhas mãos num repente. O carteiro estava meio afobado e pediu até desculpas. Acho que nem ele sabe de tudo. Mas a roupa é fofa e bonita, vermelha e meio vulgar. Bem que eu queria usar!

  - Nada disso! - gritei devagar, se é que pude fazer isso - Eu que sei qual será o destino dessa roupa erótica. Vou deixar lá no meu quarto no meu armário que fecho a tempos e onde guardo meus diários fisicos pessoais. Tá certo as duas? Concordam? 

   - Tá legal então! Faça isso até descobrirmos qem foi! - disseram muito alto as duas em unissono.


Publicado por Jurubiara Zeloso em 26/07/2017 às 22h55
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
23/07/2017 22h38
UEBA BA BA! Meus 40 e tantos tchams!!!

   Faço Aniversário hoje!

   Dá lincença que HOJE vou folgar de minhas palavras!

   BELEZAAA!

   UHU!

 

                       

 

 Agora eu sou mais eu! As meninsa daquie estão doidas e me agarrando e beijandoooo! Uhu! Lesgal! Djóia minha gente! OBRIGADA, se acaso alguem de fora comentar...BRIGADA GENTE DO MEU CORAÇÃO!

  Tô doida e mais tarada do que nunca. Essas mulheres me deixam tesa!!!!

   Vivôôô....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

     

     DANCING! DANCING! MIAUUUUU! Uhu de UHU! KKKKKKKKKKKK

     E eu tô de shortinho apertado com uma meia calça bem cavadinhaaa!

                

                Elas me matam com tesão e brindes de aniversário!

                E vcs daí estão perdendo tudo! De noite eu vou me esbaldar com 5 de uma vez!!! E só com amor constrói! Mulher com mulher é uma delícia!!!

                Parabéns pra mim, pra quem estiver fazendo muitos anivesários agorinha e tambem aos meus 4 anos aqui na Recant das Letras! Eu somente mereçooooooo!

 

    


Publicado por Jurubiara Zeloso em 23/07/2017 às 22h38
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
21/07/2017 00h40
Moça, eu vi um disco voador!

     E olha que vej océu com luneta e só vejo esse cansado espaço negro e fora de moda, sem costura e em desalinho quando quiser. Uma tal estrela aqui e ali explode, umas Luas riem de suas próprias órbitas e lentos cometas parecem uns vagabundos sem noção. Mas posso estar enganda em minha astronomia falha...visão doméstica? Sei não...

    Estou brincando, claro. Entretanto eu olho lá para cima calmamente e vejo que tem uma vanguarda de coisas ocultas que ainda insistem no aguardar o existirem outras belas poetas queixudinhas como eu para serem admiradas no papel e na caneta. E posso estar correta. E sei sim...humpf!

    Em algum lugar dessa infinitude inicial existem outras dessas minhas certezas completas. Que não estamos sós nesta solidão escura, imersa de promessas que ainda encantam poetinhas. E que não somos únicos e que estamos à espera de um novo Copérnico pra nos tirar do centro de alguma coisa em prol de essa coisa alguma questionável por teorias. Aceito que idem somos poeira das estrelas e não meros testemunho dessa escuridão imutável. Temos parte disso e em algum lugar outro reverso da medalha ( ou diversos testemunhos mudos desolados ) devem estar questionando o nosso cantinho mambembe de sistema solar. Não somo súnicos e outros nos olham e a gente está cega mesmo, mesmo que estejamos diante dos fatos que chamamos fenômenos ufológicos como uma pretensão. O nosso pretérito livrinho de regras espacial ainda demanda a existência numa realidade multidisciplinar sem reconhecimento, ainda que superficial...e tem mais!

    De tanto ler e compreender os fatos, a realidade e esta vida que machuca, aprendi algo nesse sentido elucidativo de saber. Eu posso estar é bastante pronta ou correta nos modos de ver assim as coisas. Ora, posso dizer que eu posso estar desenganada pela astronomia masculina, tão malsã e incompleta, cega por obra de seres que somos ainda mais cegos que os tantos duvidosos instrumentos que desnudam o real que nos cerca. Mas e se por trás desse bem de nome REAL revelado, existe sim ou não, mais camadas, ou tecidos de incomensuráveis paralelos, que os instrumentos sequer registram? Ainda nos faltam mais e mais instrumentos melhores no futuro, em prol de alguma correta investigação pretérita?

     Se acaso houver essa possibilidade que descartamos por cegueira, como ficam as musas raquiticas de nossas poesias que abrange somente a realidade presente? Teremos de morar em praias enluaradas, numas moradas do tipo Tessaracts existenciais? Entretanto se houver um relacionamento de tempo e espaço diversos, nessas curvas que sapecam de nervoso a nossa matemética, de outras paralelas indiziveis, dos outros belos mundos fantásticos - e de outros corretivos cientificos na calada da noite; o que é que nós faremos ao renovar nosso conhecimento, deslumbramento ou poesias exóticas? 

    Se eu ficar nesse caminho de aprender mais, sendo uma CDF das boas, com minhas companheiras igualmente intelectualizadas demais, então eu terei que pensar, repensar e falar mais sobre esses lances doidos que eu disse por aqui...sei bem mais que isso tudo para ir além das boas premissas de minhas perguntinhas...

     - Vovozinhoooo! kkkkkkkkkkkkkkk - e eu aponto pro céu rindo sacana!

     ( ... )

     "Einstein é o bom papai noel estrangeiro que se deixa renascer num quintal qualquer deste universo vesgo que só olhamos com uma ótica míope e singular teimosia de cabresto. E se o nosso teimoso tempo/espaço não é esse tudo que conhecemos? Outros Papais Noéis precisam de mais cartinhas sem desejos de melhores presentes..."  

 

 

N.A: Olha só! Um buraco na minha calcinha preta mais fofinha nunca será um simples buraco negro em meu doce e magérrimo aprendizado de mulher espertalhona! De fato eu devia ser uma cientista sapatão bem mais bonitona que Drew Barrymore...e eu leio e sou escolada em altas faculdades muito mais que a atriz americana lindinha! Afe! Olha que meu CUrriculum tem 18 páginas! kkkk Sério! Vero!

  Moço, tenho uma coleção de óculos de grau e grana de meu salário pra pagar isso! E eu enxergo longeeeee!! Miauuuuuuuuuuuuuuuuuuu!


Publicado por Jurubiara Zeloso em 21/07/2017 às 00h40
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
19/07/2017 00h35
On Karma and learned duration ( english test, on my knowledge )

"When a wider view of Life emerges, the preparatory progress towards victory gathers strength and momentum. As soon as we understand our previous defeats and become responsible for our dreams and images about the future, preparations for a much larger victory accelerate.
 
Real progress begins with detachment as to all unessential factors. At any epoch, there must be easy and nice days in life, and difficult ones, too. It is wise to be humble about the pleasing things offered by karma, and brave, and patient, as to the painful ones."

 

 

"Knowledge is Power!"


Publicado por Jurubiara Zeloso em 19/07/2017 às 00h35
 
16/07/2017 23h09
Eles comigo!

   Sim, Dom Quixote de la Mancha!

   A perseverança, a crença que o comove e parece aborrecer Sancho ou a todos nós despreparados pra aventuras. Tudo de bom na cabeça d eum avoado leitor e livros de cavalaria andante. E todos nós a penetrar seu mistério pessoal, neste patamar dos loucos que nos traga como um abismo essencial! esse é Dom Quixote de meus enlevos, o cavaleiro de donzelas verdadeiras, mesmo que sejam apaticas com seus heróis próximos ou de zelosas amazonas lésbicas como meras musas. E eu fico arrepiadinha com isso...de fato. 

  Na verdade tenho por Dom Quixote o mesmo anseio pela vintage galardia dos cavaleiros medievos tolos. Que pudesse vir me buscar em prol de sua façanha de correr atrás de Dulcinéia atarefada. Ambos nós a trespassar moinhos de vento que se acomodam na mente dos desavisdos do povo. Uma realidade que tal consome este cavaleiro de riste figuração e, pelo que se vê, sua companheira que inexiste como provação de uma assembléia de renegados, como leitores de chapéu de bronze.  Tudo na imaginação conforme ditames da moda quinhetista  de outros tempos...

  .Você o lê como se deve, mas tem tambem outras desideratas leituras muito mais engenhosas pra se admitir. Dom Quixote, em todo seu dom tresloucado benévolo, a lutar com as incertezas que adquirem realidade abrupta.  Para se ler com confissão e qe somos frágeis loucos numa odisséia ampla mundana. O tal senhor de armadura delirante, flâmulas de algures, a rebuiscar sentidos em palavras de outros tempos, com artesania de ouro em latão candente. E eu amo esse sujeito se puesse he ser essa tal Dulcinéia desvairada, pronta a lhe aceitar nababos incomuns. Sou tua companheira no invisivel paginado de um romance espanhol de primeira linha, do qual não se fazem mais.

   Avante em seu garboso Rocinante pernóstico(!) como a lhe garantir um fardo de senador insuspeito mais perfeito que o do tempo de um Calígula safadinho. E suas aventuras em punho, por entre as regiões de naufragar ali e aqui, me dão gosto de ser sa leitora por complçeto. Seu livro me foi o primeiro salutar bom senso que caiu bem em minhas mãos! Agradeço imenso à Cervantes por nos restituir um galante feioso MUITO valente. Da altura de minha vitória a cada dia na vida. Uma excelente leitura pra comelo de conversa. Porém como o vinho, a espera de mais conhecer-se na vida pra entender seu universo como um todo coeso. Cervantes e sua obra não é pra qualquer um desligado de si...

    Eu sei disso!

    Leiam e garanto que terão o mesmo insight louco que tive aqui após lembrar de reler a obra de Miguel de Cervantes pela enésima vez. Terão de ler aos quinze, aos 25 e agora aos 40 pra entender como saborear tão precioso vinho literário em nossas mãos! Se encontrarem um bom tradutor já terão dado um passo e todo resto é somente um folhear no dito cujo com meia comiseração humanista, Esperem e se encontrarão ali, a jornada, o mito e os arquétipos que sempre me fascinam  em Dom Quixote e seu fiel escudeiro-mor! E nunca se sabe ( reakmente! ) se extrairemos respostas cooptadas a muitos de nossos infortúnios modernos na longa jornada da realidade...

LEIAM DOM QUIXOTE FAZ FAVOR, mas com certo ganho de causa e amor ao conhecimento exigido para se penetrar com rigor mais contundente nesse belo universo quixotesco...risos..


Publicado por Jurubiara Zeloso em 16/07/2017 às 23h09
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 6 de 53 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras