Jurubiara Zeloso, Amigos e as Amantes

 "Os homens e as mulheres de boa aparência não vivem muito tempo..."

PATRONO DO MÊS DE AGOSTO     
       
           Salvadoir Dali ( pintor espanhol )
    
       Não vão dormir, coelhas garotinhas e moçoilos...

             Não sejam gulosos e não me olhem assim! 
         


      
 O desejo de ser está na escrita, a de pertencer
        ao mundo que sendo menos criativo precisa
        de gente que saiba viver, escancarar as novas
         fronteiras, rasgar corações, saber a tudo fazer.
        Toda poesia e belos escritos com primor que
        não só pertencem ao escritor mas a quem o
        ama pelas palavras e conhecimento da vida..
        Isolar-se jamais! Apenas adentrar mundo ou
        das maravilhas da alma poeta e escritora!
        Somos amantes da vida, das coisas que só
        compensam e tambem as que recompensam.
        E não basta ler tudo...meus amores...e a esta
        hora do momento a loucura, a vanguarda, a
       insana possibilidade de abrir portais e cenas
       do amanhã ´meu trilhar, e com essas ideações
       posso entreabrir a porta da literatura desse
       amanhã e compreender algo que fomenta meus
       anseios  de poetisa libertária e renovadora.
       Os outros que descubram por si mesmos o que
       aqui exponho diariamente, e ler muito e viver
       a vida não será o tudo e o TODO que realmente
       nos importa! Afe...sejam bem recebidos aqui...





 
     E TEMOS QUE FICAR ALERTAS E EVITAR DESASTRES....

     

            


                  MENINAS EU VI
         


              

                
     
             



            


              


              


          



  

  A luz do mundo é uma mulher. A Terra a outra mais amada!
               



A arte é feminina. O pincel amabilidade. A côr um só amôr!


    


       
         
       A Apanhadora do Campo de Bamboleio...


 


 
         


  
Meu Diário
14/03/2017 16h27
Um extremo de poesia por um diário contumaz...

          Já  não ando mais sozinha. Esperança é o meu corpo e minha vida é a estrela de meus guias. Sou a felizarda poetisa de encantos loucos ou verdades, e sábias demais. Comigo prevalece a genialidade duma matriarca, guerreira do sonho, a comarca de minhas fronteiras do saber. Eu senti a vidinha escapulir de mim. ouvi a morte próxima e de certa forma morri umas três vezes ( não vem ao caso agora ). E sou o mistério em um útero sem dádivas, neste coração deserto mas aquecido pela satisfação, a senhoria de minhas flôres nos desejos calados e das amantes lúcidas. Única por isso.

          Revolucionária.    ( ... )

 

          Encanto minhas folhas mais lindas já escritas. Envio coração sorridente para o caos que dsejar me limitar. Muitas que vieram sabem que conquisto ruínas e reconstruo a valentia, nas palavras calmas ou poesias deliciosas. Tem hora que não, porém a afirmação da vida me impõe ser a "diferente". E eu sou decidida, valentina guerreira e namorada firme de minhas mocinhas - como um harém silente, louvado, carinhoso, completo com 'irmãs' quase filhas que me entendem - tentando ser algo  mais que mulher, feminina e a agradável para todas. Não sou de ningué e ninguém mais pode ser totalmente minha. este é o pacto, a minha comunhão lésbica favorita sem afetação num mundo de homens trouxas e incertos. Não renegarei a minha bissexualidade nesta vã ealidade sórdida, tão sofrida quanto. Tenho o coração de uma humanidade lúdica como o segredo maior que todo poeta terá além de mim....ai ai ai...

       Hoje escrevo com a vontade de dizer umas verdades e aceder verdades que devem ser mantidas perto de leitores mais chegados. De certa forma estou inspirada demais e sinto-me amada! Entre todas eu prefiro a maioria. E elas que me fazem companhia ( ou o melhor de meu destinio com elas reunidas em unissono.. ) são tudo pra mim doravante eu direi. Minha estradinha não é a de fofas anomalias e falsas necessidades de meu tempo. Sou é equipada com um coração de mãe, corpo volátil sem uso, uma alma esperançosa, um alguém que se acha no direito de viver assim com todas que amarei sempre. Sou mulher mas incompleta afinal. Entretanto me acho correta em ser a 'senhora' de muitos destinos unidos ao meu! E quero que todas saibam disso diariamente!

       Sou poetisa, assumida como quiserem, batalhadora em seu posto enfim. Aos que me julgam mal eu entenderei suas fraquezas, apesar da falta de alguém maior que eu mesma pra completar a simetria - se é que posso dizer tais coisas..

        No fundo estou aqui como mediadora de meu ego que se revolta na caneta ou que se satisfaz caiada de sentimentos, e mil palavras ainda a serem ditas. O meu entendimento do mundo é a poesia, os vastos sofrimentos de qualquer ser humano,  com tantas as palavras escritas com sabedoria de décadas de meras penalidades emocionais. Rreconheço meu castigo, minha sina, meu dever agora.

       Seremos amadas. Seremos muitas. Aquilo que só os homens perderam do matriarcado de outrora que sucumbiu à ferocidade distinta e ao progresso sem emoção. Parece que a cadeia de eventos voltou ao seu limiar na luta entre os sexos, se snos gratas a isso ocorrer. Somos livres quando quisermos e nossos filhos pensarão  diferente aceitando a compostura feminina ideal. E vim ao mundo com essa decisão de reunir o máximo de nossas forças conjuntas para sermos uma vanguarda de um tempo melhor para as mulheres que padecem destde o princípio. Um dia terei o resultado, que talvez não veja, ou falhar com uma semente já plantada a esperar insone...afe! Falei bonito!

 

     Dançamos  conforme minha música mais apreciada por nós mesmas! 

  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!


Publicado por Jurubiara Zeloso em 14/03/2017 às 16h27
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
10/03/2017 15h52
O nome dela? Que delícia saber...

    Sim, o  nome de avatar dela - que bom - é "Caramela Bonita"! Na vida real se chama Amélia Cordoçura - que amôr! Tem 24 aninhos, não tem namorados, não gosta dos homens e ama poesia pra caramba e adora comida boa. É tudo que temos aqui, realmente...kkkkk

     Somente  a roupita dela é que meio assanhada, mas cá pra nós, amei so eu jeitinho prosa e sua cara de menina melancólica. Usa sempre este bom cosplay de Bulma. Virá até nós e quer ser uma das nossas - uma das minhas preferidas, se ela desejar... )! Ai ai ai!

     Bem,  estou no aguardo de sua visitinha esperta. E vamos aceitar mais uma de nossas "guerreiras" em um círculo SOMENTE de mulheres lindinhas e nada de homens no caminho. Se acaso tiver mais uma transexual operadinha ou uma rapariga que se acha fêmea e desejada por outras, que elas venham todas em tropel que eu vou idolatrar a todas sem exceção. Tá aberto este harém passivo a quem achar que seus amores perdidos, e suas chances de felicidade emocional dependerem de outras mais valentes ou mais protetoras! Uhu! Adoro isso tudo - sem Macdonald's por favor...irc! kkkkkkkkk

       Claro que  não nego minhas investidas e prazeres lésbicos, mas eu tenho de me dar o respeito sempre. Que ela seja bem-vinda, uma a mais itinerante ( se assim fôr e se ela quiser... ) ou a mais bela flôr, inserida em,nosso jardim assaz perfumado. Entretanto  não toleramos homens maus, safados, travestis e gays defeituosos na moral, homenzinhos bobos. O que qiueremos é uma legião de beldades e de amores as mais delicadas, perdidas ou deixadas ao mundo trouxa dos homens. E adorei mesmo essa "Caramela"  de tão docinha, apesar de eu ser basicamente diabética e ilustrada - sabem como é, se tem homens ilutrados, também existem mulheres ilustradas, boas poetisas por vocação temerária. Afe, falei pacas! 

         Amei ela desde o inicio, será incluída em nossos quadros afetuosos. Pela sua candura e sua meiga deliberação por mim. Estou ansiosa ( louca seria o meu termo, mas...kkk ) - repito - de conhecer a sua verve, seus sonhos e suas verdades...ui! 

        Sua roupa de "Bulminha" merece uma melhorada no visú....                                  

         P.S: Afinal os nossos saruas noturnos e as festinhas de embalo legal de meninas estão ficando mais cheias de gente bonitinha! Uau Aqui menino não entra! Somente nossos felinos, uns cãezinhos, florzinhas e bichos adoráveis! Falei e tá falado! Miau!

 

                   
             As meninas daqui me deixam doida de paixão e irreverência!


Publicado por Jurubiara Zeloso em 10/03/2017 às 15h52
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
09/03/2017 23h08
Finalmente a Bulma que conheço como Cosplay vem aí! Uhu!

  Até sei como ela está realmente se sentindo esperando o dia em que vai me ver pessaoalmente! Estou aqui  no aguardo desta querida amiguinha que conheci num aconvenção. Até parece carne nova no pedaço...

  Sério! Essa moça é muito sabida e tem um rostinho marcante. vamos inclui-la em nosso grupo sempre crescente ( quem sabe? ) e vanguardeiro.  Já é uma candidata maravilhosa para testarmos e amar, repeitar dignamente. Que venha até nós e eu mesma a receberei. Nas fotos ela parece indecisa e se veste de acordo conosco. De certa forma ela é lindinha e anda com esse vestido da Bulma - a sua cosplay favorita! - bem curtinho, do jeito que eu particularmente gosto muito de ver.  Dá pra ver as pernocas fofas da moça e observar o quanto me deixou impressionada com seus "dotes" de mulherzinha nova! Deve ter uns 22 aninhos...

   Abaixo incluo suas fotos demonstrativas de sua preocupação conosco...kkkk

 

   

       Será que devo ir ver a Jú?              Sei lá... ela pode me ignorar...

 

Vou chorar se ela não me quiser...     Eu vou lá sim! Ela tem de gostar de mim! 

 

                

  Pois é, já vi que essa moçoila vai me dar trabalho de conhecer mais a fundo...

  Mas irei conquisra rseu  coração e aceitar sua vinda entre nós! Seremos umas 17 agora!!! Já pensaram nisso? Estará crescendo não só o 'harem' como mais uma sentinela de nossa feminilidade! Vamos à luta minha gente!! Eu amei o jeito dessa menina-moça! eheheheheheheheh...e ainda tem os gatos de casa que já deram cria e temos 5 filhotas! UAU! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Publicado por Jurubiara Zeloso em 09/03/2017 às 23h08
 
07/03/2017 12h20
Saudades lésbicas iniciais com amor de verdade, se foi...

    Já faz tempo que amei um alguém sem maldade e com bela inocência. E eu tinha 6 aninhos incompletos ( idos de 1968 ) e a minha primeira paixão velada e necessária tinha um nome que jamais esquecerei na vida. O nominho dela era Vaninha, estudiosinha e a mais avançada que eu. Quanto a mim, inocente ou levadinha da breca, não gostava de garotos bobões e toda a "tropa" deles, e a vi deliciosamente em um prédio onde morávamos na Rua Riachuelo ( Rio, Centro ). Pois éramos vizinhos e a gente se adorava em todas as brincadeiras. O prédio ia abaixo com aquelas duas menininhas brincalhonas e muito risonhas demais! Foi uma época bobinha muito adorável, Ai, que saudade disso, putz!

    A considerava a minha namoradinha, com o jeitinho de crianças - sem muita modéstia ou sem juízo. A gente se beijava escondidinho dos pais, e somente se abraçamdo e rindo de tudo, indo à pracinha brincar de amassos bobos e jeitos de casal. E ficávamos brincando com as brincadeiras mais triviais de crianças. Saudades dela até hoje, mesmo eu envelhecida após tantas décadas. E hoje tudo pra mim teria sido diferente entretanto. Só estive com ela por uns meses, mas jamais a esqueci na mentem na vida. Sei que fomos tolinhas, mas eu tinha dado já um primeiro dos passos para a senda complicada de ser perfumada mulher e de adorar demais as mulheres...mamãe nunca reparou nessas tendências prematuras. Ai, como dói lembrar dessas memórias! Amei demais essa lindeza que guardo num canto da memória de minha existência..Agpra neste momento, a gente poderia estar casadas como "marida" e mulher, exatamente como a gente queria desde crianicnhas!...pena que não! A realidade não deixou.

    Fazem dez anos que soube que ela morreu ao 25 anos ( tadinha...ai meus zeuses! Vou acabar chorando logo depois desse diário....) e eu estava na casa dos quarenta nesse dia. Eu nunca a vi mais desde o dia que mudamos daquele prédio nos finais dos anos 60 e fomos morar na praia defronte à Botafogo na Zona Sul. A conheci com meus 6 aninhos e ainda lembro de suas trancinhas e de sua boquinha rosada ao beijar. Ai, que dôr para mim recordar do saber de seu adiantado passamento naquele dia!.Nunca a esquecerei  na vida, e ainda guardo seu nome - Vaninha!!!  E eu te amei desde aqueles dias infantis!      

   Nossos rostos eram igualzinhos e neste momento te imaginaria mui parecida demais comigo, esta minha contrapartida amada e idolatrada! Na solidão mais traiçoeira em minha vida NUNCA a esquecia! Digno de nota de minha parte.

    Após anos de estudos e aprendizadoas na vida minha mãe me chegou um dia em casa e falou pra mim de sua morte tão novinha. Chorei dias ao lembrar daquela doce meminininha de minha paixonite de menina. Durante um ano eu penei sofrer e choramingar por ela, Fazem dez anos hoje que a doce Vaninha me deixou querida e acho que ela sequer deveria se lenbrar de mim. E durante anos nunca, NUNCA a esqueci da memória! Isso é que é amôr eterno de minha parte! 

    Tenho este desenho acima pra demostrar que sempre estive ao seu lado. E ainda que eu tenha sido uma bibliotecária - numa certa época de minha vasta juventude - todo dia andava pensando muitissimo nela, nas horas solitárias de arrumar livros nas estantes, muito sozinha num prédio cheio de livros. Lembro dela usando óculos ainda mocinha naquela idade, e eu também usava óculos até hoje. Buá, como tenho saudade de nossa época inocente...ai meus Zeuses! Agora sou poetisa e muito de mim mesma se espelha na lembraça de Vaninha, de suas pobres calcinhas de pano, de sua pele macia, seus beijinhos na face, de suas mãos dadas à mim, os passeios na pracinha...como é doloroso recordar tanto! Vaninha eu te amarei desde sempre!!! Muito de você deixarei transparente em meus escritos, pode crer!

   Vaninha morreu aos 25 sem ter procurado por mim durante décadas. Mas jamais a esqueci de memória, mesmo depois de alguns enfartes e esta diabete frouxa que me ataca desde 2006. Vaninha era lindinha. Fico a imaginar o seu jeito e seus cabelos já crescida, cm rabo de cavalo e seus óculos de grau. Se pudéssemos nos ter encontrado antes...e todo mundo dizia na época que éramos quase irmãs de tão parecidas dem, porte e jeitinho matreiro de ser....saudades imensas!!!!!! Ai meus sais...


Publicado por Jurubiara Zeloso em 07/03/2017 às 12h20
 
03/03/2017 14h55
Pisaremos ou não piso?

    Pois é queridinhos, me deu vontade de sair desse abismo pequenino(!) e pisar as cidades burguesas e tambem a esmagar infames homens sem graça. Humpf! Espero mesmo que retirem as crianças, bichos de estimação, os velhos e as mulheres de todo tipo da frente! Eu avisarei a tempo! Sou PODEROSA!!!! Hoje tô pra que tô! A GIGANTE poetisa de GRANDE visão! Uhu!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Publicado por Jurubiara Zeloso em 03/03/2017 às 14h55
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (by Ju da Recantinho das Letrinhas ( 2017 )).



Página 10 de 48 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras